Essa página foi útil?
Sim Não

Notificações, monitoramento e ajuste

Então você acabou de configurar usuários e extrações e o Tableau Server parece estar funcionando corretamente, agora você pode relaxar, certo? Quase. Este capítulo descreve como monitorar a integridade do Tableau Server. Na teoria, as etapas deste capítulo são opcionais: você não precisa configurar as notificações para manter ou monitorar com mais atenção o servidor. No entanto, recomendamos que você se esforce para isso, pois ajudará bastante a garantir que tudo continue a funcionar corretamente e fornecerá as informações úteis que você pode usar para ajustar o desempenho do servidor.

Alertas: Obter notificações para eventos do servidor

Os alertas são notificações de e-mail que você recebe quando acontece algo no Tableau Server. Configure alertas para quando o servidor estiver sem espaço em disco e quando os processos do servidor forem interrompidos ou reiniciados. Essas condições frequentemente significam que há um problema imediato.

Observação: discutimos os alertas nesta seção como uma ferramenta para obter informações sobre a integridade do servidor. Mas como um benefício totalmente separado, os usuários também podem tirar proveito dos alertas. Após configurar os alertas, seus usuários podem assinar as exibições para receberem periodicamente um instantâneo de exibições de interesse, de modo recorrente.

Para enviar alertas, o Tableau Server deve se conectar a um servidor de e-mail, também conhecido como um servidor de Protocolo de Transferência de Correio Simples (SMTP). Um servidor SMTP é um serviço para o qual podem ser enviadas mensagens de saída. Em seguida, ele transmite as mensagens para o destinatário. (Não lida com e-mail de chegada.) Para configurar os alertas, é necessário configurar o Tableau Server para se comunicar com o seu servidor de e-mail SMTP.

Informações de SMTP necessárias

Muitas organizações já têm um servidor SMTP instalado. Antes de continuar, pergunte ao seu departamento de TI se há um servidor SMTP que você pode usar.

Aqui estão as informações do SMTP necessárias do seu departamento de TI:

  • O endereço do servidor. Normalmente, é algo como smtp.example.com ou mail.example.com, mas outros endereços também são possíveis.

  • A porta. Para a maioria dos servidores, é 25.

  • Um nome de usuário.

  • Uma senha.

Alguns servidores não precisam de nome de usuário ou senha, pois são somente para uso interno.

Também será preciso escolher um endereço de para todos os alertas enviados pelo servidor. Quando as pessoas recebem um e-mail de alerta do Tableau Server, esse será o nome na linha de da mensagem. Como os alertas são somente informacionais, geralmente, você não precisa se preocupar com quem está na linha de, então são usados endereços como no-reply@example.com ou tableau-admin@example.com.

Etapa 1: configurar as informações de SMTP para o Tableau Server

  1. Abra o TSM em um navegador:

    https://<tsm-computer-name>:8850. Para obter mais informações, consulte Fazer logon na interface do usuário na Web do Tableau Services Manager.

  2. Clique em Notificações na guia Configuração e clique em Servidor de e-mail.

  3. Insira as informações de configuração do SMTP da sua empresa:

  4. Clique em Salvar alterações pendentes após ter inserido as informações de configuração.

  5. Clique em Alterações pendentes na parte superior da página:

  6. Clique em Aplicar alterações e reiniciar.

Etapa 2: configurar notificações

  1. Abra o TSM em um navegador:

    https://<tsm-computer-name>:8850. Para obter mais informações, consulte Fazer logon na interface do usuário na Web do Tableau Services Manager.

  2. Clique em Notificações na guia Configuração e clique em Eventos.

  3. Configurar definições de notificação para sua empresa:

  4. Clique em Salvar alterações pendentes após ter inserido as informações de configuração.

  5. Clique em Aplicar alterações e reiniciar.

Se optar por marcar todas as caixas de seleção, aqui estão os alertas que serão ativados.

Assinaturas à exibições

Os usuários podem receber periodicamente um instantâneo das exibições de interesse. Isso pode ser útil se os seus usuários desejam ver informações sobre exibições de forma recorrente. Por exemplo, os usuários podem receber uma exibição nas suas caixas de entrada a cada semana.

Consulte a seção Recursos adicionais no final para ler mais sobre como os usuários podem configurar as assinaturas.

Eventos do componente do servidor

Para as instalações do Tableau Server em um único computador (conforme descrito neste guia), você pode receber uma notificação quando os processos do Tableau Server iniciam ou são interrompidos. Como parte do servidor deve estar sendo executada para envio de um alerta de interrupção dos processos, você somente visualiza as notificações quando o Processador de Dados, o repositório e os processos do gateway forem interrompidos. No entanto, você verá as notificações para todos os processos do Tableau Server iniciados. Para instalações do Tableau Server em vários computadores, que não serão abordadas neste guia, esta configuração também permite que o administrador receba notificações quando os processos individuais do Tableau Server param de responder.

Sempre que os processos do servidor pararem ou o servidor reiniciar inesperadamente, é necessário investigar a causa do reinício.

Por exemplo, caso o computador com Windows Server esteja configurado para reiniciar automaticamente após as atualizações do Windows, seria melhor agendar as atualizações fora do horário de pico.

Pouco espaço em disco

Opte por receber uma notificação quando o espaço em disco no computador do servidor ficar abaixo de um limite especificado. Como uma regra geral, recomendamos que o computador do servidor mantenha, no mínimo, 20% de espaço livre em disco. Se o limite de espaço em disco diminuir muito, maior a probabilidade de o desempenho do servidor ser afetado. Eventualmente, o servidor pode até parar de responder.

Os padrões recomendados aqui definem os alertas de email que serão enviados por hora, quando o limite de aviso de 20% for atingido, e define o limite crítico para 10%.

Exibições administrativas

As exibições administrativas são as incorporadas no Tableau Server e as que fornecem uma maneira fácil de entender a atividade no Tableau Server — se a atividade é proveniente de usuários ou de tarefas do servidor, como extrações.

  1. Entre no Tableau Server como administrador de servidor.

  2. Clique em Status. O Tableau Server exibe uma lista de exibições administrativas.

Aqui estão as exibições administrativas mais importantes que você deve analisar ao monitorar o Tableau Server:

Tráfego para exibições

Use esta exibição para identificar as horas de pico para o tráfego de usuários. (É mais fácil se usar o filtro Intervalo de Tempo. Por exemplo, no instantâneo a seguir, o filtro é definido para os Últimos 3 meses.) Se você sabe quando os usuários precisam mais do servidor para trabalhar, você pode agendar as atualizações da extração (que podem exigir muitos recursos do servidor) para horários de menos uso.

Por exemplo, na captura de tela, você pode observar que as horas de pico são entre 13h e 15h. Também é possível ver que há menos tráfego durante a manhã que durante a tarde e que o tráfego diminui bastante fora do horário comercial. Conclusão: se fossem os seus dados, você definiria a agenda de atualização da extração para o período entre 11:00 da noite e 6:00 da manhã.

Tarefas em segundo plano para extrações

Use esta exibição para identificar os períodos do dia em que as tarefas de atualização da extração demoram mais que o normal e para identificar as tarefas de atualização da extração não concluídas. Se houver horários de pico para as tarefas de atualização da extração, distribua a agenda de atualização, de modo que poucas extrações sejam executadas ao mesmo tempo.

Como alternativa, se as extrações individuais estejam demorando muito, veja se pode usar o Tableau Desktop para reduzir a quantidade de dados inseridos na extração, por exemplo, você pode exemplificar linhas, ocultar campos não utilizados e agregar dados para dimensões visíveis.

Se você observar que há tarefas de atualização de extração não concluídas, tente conectar-se à fonte de dados de fora do Tableau Server para confirmar se as informações de conexão estão corretas e a fonte de dados está disponível.

Por exemplo, no instantâneo você pode observar que muitas extrações estão com falha, assim como tempos de execução muito curtos. Isso pode indicar que a fonte de dados para essas extrações estão indisponíveis.

Estatísticas para tempos de carregamento

Use esta exibição para identificar quais exibições estão carregando lentamente. Isso ajuda a identificar as pastas de trabalho que têm processamento intenso, pois as pastas de trabalho ineficientes no servidor são os motivos mais comuns para o desempenho ruim do servidor. (Listaremos posteriormente alguns dos recursos que podem ajudá-lo a otimizar e solucionar os problemas das pastas de trabalho.)

Uma alternativa é a exibição não ter processamento intenso, mas demorar muito para carregar, devido a restrições da fonte de dados.

Use algumas das sugestões que fornecemos mais adiante na seção Monitoramento de desempenho do Windows para saber se há um aumento na utilização da CPU durante o carregamento de uma exibição. Se não houver um aumento, a exibição não tem processamento intenso e você deve avaliar a fonte de dados. Você também pode usar as extrações para evitar fazer as solicitações em tempo real para uma fonte de dados lenta.

Por exemplo, na exibição administrativa abaixo, você pode usar os tempos de carregamento exatos das exibições, para ver que as primeiras carregam bem mais lentamente que as restantes.

Monitoramento de desempenho do Windows

Até agora, as informações de monitoramento analisadas foram coletadas pelo Tableau Server. No entanto, você também pode usar a ferramenta de monitoramento de desempenho do Windows (PerfMon), incluída no Windows Server, para monitorar os processos e a utilização de recursos do servidor.

Você pode usar o PerfMon para coletar informações bastante detalhadas sobre cada parte de uma instalação do servidor, incluindo a frequência de uso da CPU pelo computador, a quantidade de memória usada e até mesmo as informações sobre cada processo do Tableau Server. Para quem não conhece o PerfMon, ele funciona capturando a tela de processos selecionados em intervalos regulares.

A primeira etapa ao usar o PerfMon é configurar um conjunto de coletores de dados, o modo pelo qual o PerfMon armazena os dados que coleta. Para coletar informações sobre os processos do Tableau Server com PerfMon, o Tableau Server deve estar em execução quando você criar o conjunto de coletores de dados.

Etapa 1: criar um novo conjunto de coletor de dados

  1. Clique no menu Iniciar do Windows e pesquise "desempenho".

  2. Clique com o botão direito do mouse em Monitor de Desempenho e, em seguida, em Executar como administrador.

  3. No painel esquerdo, clique em Conjuntos de Coletores de Dados.

  4. No painel direito, clique com o botão direito do mouse em Definido pelo Usuário, clique em Novo e, em seguida, em Conjunto de Coletores de Dados.

  5. No assistente Criar Novo Conjunto de Coletores de Dados, insira um nome para o conjunto de coletores de dados. Por exemplo, você pode inserir Desempenho do Tableau Server.

  6. Selecione Criar Manualmente (Avançado) e, em seguida, em Avançar.

  7. Em Criar Logs de Dados, selecione Contadores de Desempenho e clique em Avançar.

Etapa 2: selecionar contadores de desempenho

  1. Defina o intervalo de amostra para 30 segundos.

  2. Clique em Adicionar.

  3. Selecione os contadores de desempenho da lista.

    A tabela a seguir lista alguns contadores de desempenho que recomendamos para rastrear o desempenho do Tableau Server.

    Categoria Contadores de desempenho Observações

    Disco lógico

    Tamanho da fila do disco atual

    Bytes de leitura em disco por seg.

    Bytes de gravação em disco por seg.

    O número das solicitações de gravação pendentes e a quantidade de bytes lidos e gravados à unidade de disco rígido do servidor. Selecione esses contadores para o disco no qual você instalou o Tableau Server (denominado instância no PerfMon).

    Memória

    % de bytes comprometidos em uso

    MBytes disponíveis

    A porcentagem de memória virtual em uso e a quantidade de memória disponível em megabytes.
    Informações do processador

    % de tempo do processador

    % do utilitário do processador

    A porcentagem de tempo que o processador está ativo e a porcentagem da capacidade de processamento sendo usada pelo processador.

    Processo

    % de tempo do processador

    Bytes privados

    A porcentagem da capacidade de processamento sendo usada por um determinado processo, e a quantidade de memória reservada para o processo. Selecione esses dois contadores para os processos a seguir (denominados instâncias no PerfMon):

    • backgrounder (Processador em segundo plano)
    • dataserver (Servidor de dados)
    • redis-server (Servidor de cache)
    • hyperd (Processador de dados)
    • vizqlserver (VizQL Server)

    Para selecionar cada contador de desempenho:

    1. Clique duas vezes para selecionar uma categoria na lista suspensa.

    2. Selecione o contador ou contadores de desempenho que deseja usar.

    3. Em Instâncias do objeto selecionado, se apropriado, selecione o processo (ou instância) sobre o qual deseja coletar as informações.

    4. Clique em Adicionar.

    5. Clique em OK e, em seguida, em Avançar.

Etapa 3: Salvar o conjunto de coletores de dados

  1. Navegue para o diretório no qual você deseja armazenar os dados e clique em Avançar.

    Importante: deve-se armazenar os dados em um local acessível pelo Tableau. Por exemplo, você pode desejar armazenar os dados em uma unidade de rede. Se não tiver uma unidade de rede mapeada, clique com o botão direito em Este PC e selecione Adicionar um local de rede.

  2. Clique em Concluir.

  3. No painel esquerdo da janela principal Monitor de desempenho, selecione o conjunto do coletor de dados criado.

  4. No painel direito, clique com o botão direito do mouse no contador de desempenho DataCollector01 e clique em Propriedades.

  5. Selecione Separado por vírgula como o formato de registro e, em seguida, clique em OK.

Etapa 4: Executar o conjunto dos coletores de dados

No painel esquerdo, clique com o botão direito no nome do conjunto do coletor de dados que você criou e clique em Iniciar. A ferramenta de Monitor de Desempenho do Windows começa a monitorar o seus servidor e a armazenar as informações no local especificado.

Etapa 5: permitir acesso remoto para vários computadores

Finalmente, o momento esperado! Abra o arquivo de registro do conjunto de coletores de dados no Tableau Desktop e comece a análise.

A seção a seguir oferece algumas diretrizes e recomendações sobre como melhorar o desempenho do servidor com base nos dados coletados.

Ajuste: definindo o servidor para um melhor desempenho

Como dois ambientes de servidor nunca são idênticos, não podemos oferecer regras rápidas e diretas para ajustar o desempenho do servidor.

Em vez disso, recomendamos que você analise os padrões nos dados que coletou nas exibições administrativas e no Monitor de Desempenho do Windows.

Por exemplo, há aumentos recorrentes? Algum dos padrões que você observou nas exibições administrativas corresponde a padrões similares no Monitor de Desempenho do Windows?

Tente adotar uma prática de observação, teste e ajuste incremental.

No final, a maior parte do ajuste de desempenho do Tableau Server resume-se a duas abordagens gerais:

  • Otimização para o tráfego de usuários. Isso faz com que o servidor fique responsivo aos usuários que publicam e (especialmente) visualizam as pastas de trabalho.

  • Otimização para atualizações de extração. Isso faz com que o servidor se concentre no trabalho de atualização de extrações de dados de um banco de dados ou de outra fonte.

A renderização de exibições e a atualização de extrações são responsáveis pela maior parte da carga no servidor, portanto você deve otimizar para a tarefa que gera mais interesse na sua organização.

Otimizar para o tráfego de usuários

Aqui estão alguns sinais de que você deve otimizar para o tráfego de usuário:

  • Durante as horas de tráfego aumentado, a utilização de recursos gerais do processador e da memória é consistentemente alta.

  • O processo do VizQL Server consome uma alta porcentagem de tempo do processador e uma grande quantidade de bytes privados dedicados.

  • Os aumentos no tráfego de usuário afetam de maneira evidente os tempos de carregamento da exibição.

Se você estiver observando evidências deste tipo de atividade, tente tente fazer as alterações a seguir, uma de cada vez, com atenção para como elas afetam o desempenho.

Atualizar o cache com menos frequência

Se os seus usuários nem sempre precisam dos dados mais atualizados, você pode melhorar o desempenho das exibições ao configurar o Tableau Server para armazenar em cache e reutilizar os dados o máximo possível.

Ajuste o armazenamento em cache para aumentar o tempo antes dos dados serem armazenados. Abordamos a configuração de cache no último capítulo. Consulte Configurar o cache das conexões de dados.

Aumente o número de processos do VizQL Server

O processo do VizQL Server é responsável pelo carregamento de exibições e pela resposta à interação do usuário, de modo que a adição de mais processos pode ajudar quando se lida com muitos usuários. No entanto, como os processos do VizQL Server podem consumir muita CPU e memória, a adição de muitos processos poderia tornar o servidor mais lento. Comece adicionando um processo de servidor por vez e medindo o efeito com mais monitoramento de desempenho.

  1. Abra o TSM em um navegador:

    https://<tsm-computer-name>:8850. Para obter mais informações, consulte Fazer logon na interface do usuário na Web do Tableau Services Manager.

  2. Clique na guia Configuração.

  3. Selecione o menu suspenso VizQL e incremente o número de processos em pelo menos um.

  4. Clique em Alterações pendentes na parte superior direita e em Aplicar alterações e reiniciar para confirmar as alterações e reiniciar o Tableau Server.

Otimizar para atualizações de extração

Aqui estão alguns sinais de que você deve otimizar para as atualizações de extração:

  • As extrações apresentam falhas ou demoram muito para serem concluídas.

  • O processo do processador em segundo plano consome de maneira consistente uma alta porcentagem de tempo do processador.

  • O processo do VizQL Server consome uma baixa porcentagem de tempo do processador e uma pequena quantidade de bytes privados dedicados, mesmo durante o horário de tráfego aumentado.

Se estiver observando qualquer um dos acontecimentos acima, tente o seguinte.

Ajustar a agenda de atualização da extração

Use a exibição administrativa das extrações para identificar os horários ideais para execução de extrações. Além de executar as extrações em horários fora do pico, você pode distribuir a execução das atualizações de extração para minimizar o carregamento concomitante do servidor. Se as atualizações de extração continuarem a causar problemas, reduza a frequencia delas o máximo possível.

  • Agende as extrações para horários em que o servidor não está ocupado. (Use a exibição administrativa para verificar o tráfego.)

  • Reduza a frequência das atualizações agendadas.

Configure as atualizações de extração para execução em paralelo

Ao criar uma agenda de atualização de extração, certifique-se de que a atualização seja em modo de execução paralela.

Aumente os processos do processador em segundo plano

  1. Abra o TSM em um navegador:

    https://<tsm-computer-name>:8850. Para obter mais informações, consulte Fazer logon na interface do usuário na Web do Tableau Services Manager.

  2. Clique na guia Configuração.

  3. Selecione o menu suspenso Processador em segundo plano e incremente o número de processos em pelo menos um.

  4. Clique em Alterações pendentes na parte superior direita e em Aplicar alterações e reiniciar para confirmar as alterações e reiniciar o Tableau Server.

Continue em Aberto para negócios!

Recursos adicionais