Alterações de topologia dinâmica do Tableau Server

Com o lançamento do TSM, o Tableau Server também introduziu a capacidade de fazer alterações ou atualizações de determinadas topologias sem reiniciar o servidor. Elas são conhecidas como alterações de topologia dinâmica e são realizadas nos processos do processador em segundo plano e do VizQL Server.

Você pode aumentar ou diminuir o número de instâncias do processador em segundo plano ou do VizQL Server em um nó que já tenha pelo menos um desses processos em execução sem nenhum tempo de inatividade do Tableau Server. Se já tiver um nó com o processador em segundo plano em execução, adicione novas instâncias dele ou do VizQL Server ao nó sem reiniciar o Tableau. É possível fazer o mesmo com o nó que executa o VizQL Server, adicionando ou removendo instâncias do processador em segundo plano ou do VizQL Server. Você deve alterar somente o número de instâncias do processador em segundo plano ou do VizQL Server. Se também adicionar ou remover outro processo, será necessário reiniciar o Tableau Server. Por exemplo, se tiver um nó que executa quatro instâncias do VizQL Server, poderá remover todas essas instâncias e adicionar uma ou mais instâncias do processador em segundo plano sem reiniciar o Tableau Server, aproveitando as alterações de topologia dinâmica.

Cenários de exemplo

Para entender melhor por que isso pode ser útil, considere estes exemplos:

  • Processador em segundo plano: no final de um trimestre de vendas, sua equipe de vendas está usando o Tableau Server para monitorar seus números. Os painéis que dependem de extrações exibem aos vendedores seu desempenho. Qualquer atraso nas atualizações de extração significa que sua equipe não está vendo os números mais atualizados. Você pode adicionar novos processadores em segundo plano a qualquer nó que já tenha pelo menos um processador em segundo plano ou VizQL Server, além de aumentar a taxa de transferência das atualizações de extração, ajudando a garantir que os números sejam atualizados à medida que sua equipe termina o trimestre. Posteriormente, após o envio trimestral, você pode reduzir novamente as instâncias do processador em segundo plano para retornar o Tableau Server para sua configuração original.
  • VizQL Server: da mesma forma, se o Tableau Server não puder monitorar as atualizações de exibição, você poderá adicionar rapidamente novas instâncias do VizQL Server a qualquer nó que já tenha pelo menos uma instância do VizQL Server ou processador em segundo plano configurada. No exemplo do processador em segundo plano acima, talvez você queira remover temporariamente os VizQL Servers para acomodar novos processadores em segundo plano e adicioná-los novamente antes que os seus usuários possam usá-los.

Como fazer alterações de topologia dinâmica

Você pode fazer alterações de topologia dinâmica usando a interface do usuário da Web do TSM ou na linha de comando. Para usar a interface do usuário da Web, entre no TSM usando um navegador e, na guia Configuração, atualize o número de instâncias do processador em segundo plano ou do VizQL Server para o nó que está atualizando. Para obter detalhes, consulte Configurar nós. Para fazer suas alterações usando a CLI do TSM, em um prompt de comando, execute o comando tsm topology set-process. Para obter detalhes, consulte Alteração do número de processos em um nó.

Impacto das alterações de topologia dinâmica

Ao fazer alterações de topologia dinâmica que removem instâncias existentes do VizQL Server ou do processador em segundo plano, essas instâncias serão removidas imediatamente. Esteja ciente dos possíveis impactos aos usuários e às tarefas em execução no momento:

  • Processador em segundo plano: todas as tarefas em execução no momento serão encerradas. A lógica de repetição normal do Tableau Server reiniciará essas tarefas, usando outra instância do processador em segundo plano.

  • VizQL Server: todas as sessões ativas no momento serão encerradas. Os usuários poderão ver uma mensagem de erro. A atualização do navegador deve corrigir o erro.

Práticas recomendadas

O Tableau recomenda testar qualquer alteração de topologia dinâmica que planeja usar, antes de implementá-las no ambiente de produção. Isso o ajudará a entender completamente os possíveis impactos para os usuários e para as atualizações agendadas e as inscrições, além de permitir que você aproveite com mais eficiência a flexibilidade oferecida pela topologia dinâmica.

Automatização das alterações de topologia dinâmica

Você pode automatizar as alterações de topologia dinâmica. Por exemplo, se você tiver a maior parte das atualizações de extração agendadas para noite e souber que o servidor tem capacidade extra porque os usuários não estão conectados, você pode usar um script ou outra ferramenta automatizada de implantação para adicionar instâncias do processador em segundo plano quando elas podem ser usadas com mais eficiência e removê-las antes do início do dia de trabalho.

Para obter automaticamente o status dos processos, use o comando tsm status -v e analise a saída no script. Como alternativa, você pode usar a REST API do TSM para obter o status do servidor. A API está atualmente em alfa. Para obter mais detalhes, consulte Obter status do servidor.

Um script de amostra para definir quatro instâncias do processador em segundo plano no node2 pode ser semelhante ao seguinte:

echo Adding/Removing Processes
tsm topology set-process -pr backgrounder -n node2 -c 4
tsm pending-changes apply
echo Done!

Informações adicionais

Processos do Tableau Server

Obrigado pelo feedback! Ocorreu um erro ao enviar seu feedback. Tente novamente ou envie-nos uma mensagem..