Conectar a dados

Se desejar usar o Tableau Prep Builder para limpar e preparar os dados, conecte-se a seus dados para iniciar um novo fluxo, como no Tableau Desktop. Alternativamente, abra um fluxo existente e continue de onde parou.

É possível ver e acessar os fluxos mais recentes da página inicial. Dessa forma, é simples encontrar trabalhos em andamento. Depois de se conectar aos dados, use as diversas opções na etapa de entrada para identificar os dados com os quais deseja trabalhar.

Iniciar ou abrir um fluxo

O Tableau Prep Builder é compatível com conexões a tipos populares de dados e com extrações de dados do Tableau (.tde ou .hyper). Os conectores suportados no Tableau Desktop podem ainda não ter suporte na sua versão do Tableau Prep Builder. Porém, novos conectores são adicionados em cada nova versão, portanto verifique o painel Conexões para ver se seu conector está disponível.

Observação: se você abrir um fluxo em uma versão cujo conector não é suportado, ele poderá abrir com erros ou não executar a menos que as conexões de dados sejam removidas.

Além disso, é possível usar consultas de SQL personalizado para se conectar a dados, como no Tableau Desktop. Para obter mais informações, consulte Conectar a uma consulta de SQL personalizado na Ajuda do Tableau Desktop e da Criação na Web.

Para verificar se é possível conectar-se aos dados, abra o Tableau Prep Builder e clique no botão Adicionar conexão para ver se há um conector listado no painel à esquerda, em Conectar.

Observação: alguns conectores podem exigir o download e a instalação de um driver antes da conexão. Consulte a página Download do driver no site do Tableau para obter links de download do driver e instruções de instalação.

Iniciar um novo fluxo

  1. Abra o Tableau Prep Builder e clique no botão Adicionar conexão .

  2. Na lista de conectores, selecione o tipo de arquivo ou servidor que hospeda seus dados. Se solicitado, insira as informações necessárias para acessar seus dados.

  3. No painel Conexões, realize uma das seguintes ações:

    • Caso tenha se conectado a um arquivo, clique duas vezes ou arraste uma tabela até o painel Fluxo.

      Em tabelas únicas, o Tableau Prep Builder cria automaticamente uma etapa de entrada no painel Fluxo ao adicionar dados ao fluxo.

    • Caso tenha se conectado a um banco de dados, selecione este ou um esquema e, em seguida, clique duas vezes ou arraste uma tabela até o painel Fluxo.

Abrir um fluxo existente

Para abrir um fluxo existente, na página inicial realize uma das ações a seguir:

  • Em Fluxos recentes, selecione um fluxo.

  • Clique em Abrir um fluxo para navegar até o arquivo do fluxo e abrí-lo.

Clique em Arquivo > Novo para abrir uma nova área de trabalho.

Conexão com o SAP HANA (versão 2019.2.1 e posterior)

O Tableau Prep Builder oferece suporte à conexão com dados usando o SAP HANA, assim como o Tableau Desktop, mas com algumas diferenças. Conecte-se ao banco de dados usando o mesmo procedimento que usaria no Tableau Desktop. Para obter mais informações consulte SAP HANA. Após conectar-se e procurar sua tabela, arraste-a para a tela para começar a criar o fluxo.

A solicitação de variáveis e parâmetros ao abrir um fluxo não é suportada no Tableau Prep Builder. Em vez disso, no painel Entrada, clique na guia Variáveis e parâmetros e selecione as variáveis e os operandos que deseja usar, em seguida, selecione de uma lista de valores predefinidos ou insira os valores personalizados para consultar o banco de dados e retornar os valores necessários.

Observação: a partir do Tableau Prep Builder versão 2019.2.2, você pode usar o SQL inicial para consultar sua conexão e se tiver vários valores para uma variável, poderá selecionar o valor de que precisa em uma lista suspensa.

Você também pode adicionar mais variáveis. Clique no botão de adição na seção Variáveis e selecione uma variável e um operando, em seguida, insira um valor personalizado.

Observação: esse conector não é compatível com o Tableau Prep Conductor versão 2019.1. Se você criar um fluxo que usa esse conector, poderá publicá-lo, mas não poderá executar o fluxo usando os recursos de agendamento no Tableau Server. Em vez disso, você pode executar o fluxo usando a interface da linha de comando para manter os dados atualizados. Para obter mais informações sobre a execução de fluxos na linha de comando, consulte Atualizar arquivos de saída a partir da linha de comando. Para obter mais informações sobre a compatibilidade de versão, consulte Compatibilidade de versão com o Tableau Prep.

Conexão usando ODBC (versão 2019.2.2 e posterior)

Se você precisar se conectar a fontes de dados que não estão listadas no painel Conexões, poderá se conectar a qualquer fonte de dados usando o conector Outros Bancos de Dados (ODBC) que ofereça suporte ao padrão SQL e implemente a API ODBC. A conexão a dados usando o conector Outros bancos de dados (ODBC) funciona de forma semelhante a como você pode usá-lo no Tableau Desktop; no entanto há algumas diferenças:

  • Você só pode se conectar usando a opção DSN (nome da fonte de dados ).

  • Para publicar e executar seu fluxo no Tableau Server, o servidor deve ser configurado usando um DSN correspondente.

    Observação: a execução de fluxos na linha de comando (Tableau Prep Builder) que incluem o conector Outros bancos de dados (ODBC) não é suportada no momento.

  • Há uma única experiência de conexão para Windows e MacOS. Não há suporte para a solicitação de atributos de conexão para drivers ODBC (Windows).

  • Somente drivers de 64 bits são compatíveis com o Tableau Prep Builder.

Antes de conectar

Para se conectar aos dados usando o conector Outros bancos de dados (ODBC), instale o driver de banco de dados e defina e configure seu DSN (nome da fonte de dados). Para publicar e executar fluxos no Tableau Server, o servidor também deve ser configurado com um DSN correspondente.

Importante: o Tableau Prep Builder só oferece suporte a drivers de 64 bits. Se você já tiver um driver de 32 bits definido e configurado, talvez seja necessário desinstalá-lo e instalar a versão de 64 bits se o driver não permitir que ambas as versões sejam instaladas ao mesmo tempo.

  1. Crie um DSN usando o Administrador da fonte de dados ODBC (64 bits) (Windows) ou um utilitário do Gerenciador ODBC (MacOS).

    Se você não tiver o utilitário instalado no Mac, poderá fazer o download em (www.odbcmanager.net, por exemplo) ou poderá editar manualmente o arquivo odbc.ini.

  2. No Administrador da Fonte de Dados ODBC (64 bits) (Windows) ou no utilitário do Gerenciador ODBC (MacOS), adicione uma nova fonte de dados e selecione o driver para a fonte de dados e, em seguida, clique em Concluir.

  3. Na caixa de diálogo Configuração do driver de ODBC, insira as informações de configuração como nome do servidor, porta, nome de usuário e senha. Clique em Testar (se a caixa de diálogo tiver essa opção) para verificar se a conexão está configurada corretamente; em seguida, salve sua configuração.

    Observação: o Tableau Prep Builder não oferece suporte ao aviso de atributos de conexão; portanto, você deve definir essas informações ao configurar o DNS.

    Esse exemplo mostra a caixa de diálogo de configuração de um Conector MySQL.

Conectar usando outros bancos de dados (ODBC)

  1. Abra o Tableau Prep Builder e clique no botão Adicionar conexão .

  2. Na lista de conectores, selecione Outros bancos de dados (ODBC).

  3. Na caixa de diálogo Outros bancos de dados (ODBC), selecione um DSN na lista suspensa e digite o nome de usuário e a senha. Em seguida, clique em Registrar.

  4. No painel Conexões, selecione seu banco de dados na lista suspensa.

Usar SQL inicial para consultar suas conexões (versão 2019.2.2 e posterior)

Você pode especificar um comando SQL inicial ao se conectar a bancos de dados que dão suporte a ele, que serão executado quando for feita uma conexão no banco de dados. Por exemplo, ao se conectar ao Amazon Redshift, você pode inserir uma instrução SQL para aplicar um filtro ao se conectar ao banco de dados como na adição de filtros na etapa de entrada. O comando SQL será aplicado antes que os dados sejam amostrados e carregados no Tableau Prep Builder.

Para atualizar os dados e executar o comando SQL inicial novamente, siga um dos seguintes procedimentos:

• Altere o comando SQL inicial e atualize a etapa de entrada para restabelecer a conexão.

• Execute o fluxo. O comando SQL inicial é executado antes do processamento de todos os dados.

• Programe a execução do fluxo no Tableau Server. O SQL inicial é executado sempre que o fluxo é executado, como parte da experiência de carregamento de dados.

  1. No painel Conexões, selecione um conector na lista que suporta o SQL inicial.
  2. Clique no link Mostrar SQL inicial para expandir a caixa de diálogo e insira suas instruções SQL.

Importante: os parâmetros ainda não são suportados para o SQL inicial no Tableau Prep Builder. Se você tentar digitar os parâmetros como faria no Tableau Desktop, receberá mensagens de erro.

Trabalhar com extrações de dados do Tableau

Ao se conectar a uma extração de dados do Tableau, o Tableau Prep Builder desempacota a extração e o hyper expande e usa um grande espaço temporário conforme aplica as operações de fluxo nos dados brutos resultantes.

Isso significa que pode ser necessário mais RAM e espaço em disco para acomodar um arquivo desse tamanho. Por exemplo, um arquivo de extração com 18 colunas e 1,2 milhões de linhas, ou seja, 360MB (8,5 GB descompactado) pode precisar de até 32GB RAM, 16-core e 500GB de espaço em disco disponível para suportar o arquivo quando ele for descompactado.

Atualizar os dados na etapa de entrada

Se os dados forem alterados em seus arquivos ou tabelas de entrada após você começar a trabalhar com o seu fluxo, é possível atualizar a etapa de entrada para introduzir os dados novos.

Tipos de etapa de entrada do arquivo

Para atualizar as etapas de entradas do arquivo, siga um destes procedimentos:

  • No painel Fluxo no menu superior, clique no botão Atualizar para atualizar todas as etapas de entrada. Para atualizar uma única etapa de entrada, clique na seta suspensa ao lado do botão Atualizar e selecione a etapa de entrada na lista.

  • No painel Fluxo, clique com o botão direito do mouse na etapa de entrada que quiser atualizar e selecione Atualizar no menu.

Tipos de etapa de entrada de arquivo, banco de dados ou extração do Tableau

Para atualizar as etapas de entrada de banco de dados ou de extração do tableau, siga um destes procedimentos:

  • Tente editar a conexão.

    Observação: para manter o desempenho, o Tableau Prep Builder exibe amostras de grandes conjuntos de dados. Se os seus dados forem incluídos na amostra, você poderá ou não ver seus novos dados no painel Perfil. Altere as configurações de como os dados são incluídos na amostra na guia Amostra de dados na etapa de entrada, mas isso pode afetar o desempenho. Para obter mais informações sobre como definir o tamanho da amostra de dados, consulte Definir o tamanho da amostra de dados.

    1. No painel Conexões, clique com o botão direito do mouse ou clique em Ctrl (MacOS) na fonte de dados e selecione Editar.

    2. Restabeleça sua conexão ao fazer logon no banco de dados ou ao selecionar novamente o arquivo ou a extração do Tableau.

  • Remova e adicione novamente a etapa de entrada no fluxo.

    1. No painel Fluxo, clique com o botão direito do mouse na etapa de entrada que quiser atualizar e selecione Remover no menu.

      Isso fará com que o seu fluxo entre em um estado de erro temporariamente.

    2. Conecte-se novamente ao arquivo atualizado.

    3. Arraste a tabela até o painel Fluxo na parte superior da segunda etapa do fluxo onde deseja adicionar a etapa de entrada. Solte-a na opção Adicionar para reconectá-la ao fluxo.

Usar o Interpretador de dados para limpar seus arquivos

Ao trabalhar com arquivos Microsoft Excel, é possível usar o Interpretador de dados para detectar subtabelas nos dados e remover informações irrelevantes, de forma a ajudar a preparar os dados para análise. Quando o Interpretador de dados é ativado, ele detecta essas subtabelas e as lista na seção Tabelas do painel Conexões.

Em seguida é possível arrastá-las até o painel Fluxo. Se estiver usando o Tableau Prep Builder versão 2018.1.2 ou posterior, é possível selecionar a opção União de linhas curinga, na guia Vários arquivos, para incluir todas as subtabelas encontradas no fluxo. Para obter mais informações sobre como usar uma união curinga na etapa de entrada, consulte Unir arquivos e tabelas de banco de dada na etapa de entrada.

Se o Interpretador de dados for desativado, essas tabelas serão removidas do painel Conexões. Se as tabelas já estiverem em uso no fluxo, esta ação resultará em erros de fluxo dos dados ausentes.

Observação: atualmente, o Interpretador de dados detecta apenas subtabelas em planilhas do Excel e não oferece suporte à especificação da linha inicial de arquivos de texto e planilhas.

O exemplo abaixo mostra os resultados do uso do Interpretador de dados em uma planilha do Excel no painel Conexões. O Interpretador de dados detectou duas subtabelas adicionais.

Antes do Interpretador de dados Depois do Interpretador de dados

Para usar o Interpretador de dados, conclua as etapas abaixo:

  1. Selecione Conectar a dados e, em seguida, Microsoft Excel.

  2. Selecione seu arquivo e clique em Abrir.

  3. Marque a caixa de seleção Usar Interpretador de dados.

  4. Arraste a nova tabela até o painel Fluxo para incluí-la no fluxo. Para remover a tabela antiga, clique com o botão direito do mouse na etapa de entrada da antiga tabela e selecione Remover.

Unir arquivos e tabelas de banco de dada na etapa de entrada

Ao trabalhar com vários arquivos ou tabelas de banco de dados de uma única fonte de dados, é possível pesquisar arquivos ou tabelas por meio de uma pesquisa curinga e depois unir essas linhas de dados para incluir todos os dados do arquivo ou da tabela na etapa de entrada. Para unir as linhas dos arquivos, eles devem estar no mesmo diretório principal ou secundário.

Para unir as linhas das tabelas de dados, elas devem estar no mesmo banco de dados e a conexão deste deve oferecer suporte o uso de uma pesquisa curinga para união. Os seguintes bancos de dados oferecem suporte a este tipo de união de linhas:

  • Amazon Redshift

  • Microsoft SQL Server

  • MySQL

  • Oracle

  • PostgreSQL

Se adicionar ou remover arquivos ou tabelas após criar a união de linhas, é possível atualizar a etapa de entrada para atualizar o fluxo com os dados novos ou alterados.

Observação: no momento, esse recurso se aplica apenas a arquivos do Excel e .csv (texto) e a tabelas de dados armazenadas nos bancos de dados específicos listados acima. Esta opção não está disponível para extrações de dados do Tableau.

A união curinga em arquivos está disponível na versão 2018.1.2 do Tableau Prep Builder e posteriores. A união curinga em tabelas de banco de dados está disponível na versão 2018.3.1 do Tableau Prep Builder e posteriores. Editar uma conexão de fluxo com este tipo de união de linhas em uma versão anterior pode resultar em erros.

Se precisar unir dados de fontes de dados diferentes, é possível fazer isso usando uma etapa de União de linhas. Para obter mais informações sobre a criação de etapas da União de linhas, consulte Unir colunas ou linhas de dados.

Arquivos de união de linhas

Por padrão, o Tableau Prep Builder une todos os arquivos .csv no mesmo diretório que o arquivo .csv ao qual se conectou ou todas as planilhas no arquivo Excel ao qual se conectou. Caso use o Interpretador de dados para limpar os arquivos do Excel e estiver usando a versão 2018.1.2 do Tableau Prep Builder ou posteriores, você poderá usar a pesquisa curinga para unir as linhas e adicionar qualquer subtabela encontrada pelo Interpretador de dados.

Se desejar alterar a união de linhas padrão, use o critério a seguir para encontrar os arquivos ou planilhas que deseja incluir à união:

  • Pesquisar em: selecione o diretório a ser usado para pesquisar por arquivos. Marque a caixa de seleção Incluir subpastas para incluir arquivos no subdiretório da pasta pai.

  • Arquivos: escolha incluir ou excluir os arquivos que correspondem ao critério de pesquisa curinga.

  • Padrão correspondente (xxx*): insira um padrão de pesquisa curinga para encontrar arquivos que tenham esses caracteres no nome de arquivo. Por exemplo, se tiver inserido ord*, todos os arquivos que incluem o nome de arquivo serão retornados. Deixe este campo em branco para incluir todos os arquivos no diretório especificado.

Para usar a pesquisa curinga para unir arquivos:

  1. Clique no botão Adicionar conexão e, em Conectar, clique em Arquivo de texto para arquivos .csv ou Microsoft Excel para arquivos Excel, em seguida selecione um arquivo a ser aberto.

  2. No painel Entrada, selecione a guia Vários arquivos, em seguida selecione União de linhas curinga.

    O exemplo abaixo mostra uma união de linhas curinga usando um padrão correspondente. O sinal de adição no ícone do arquivo na etapa de entrada Orders_Central, no painel Fluxo, indica que essa etapa inclui uma união de linhas curinga. Os arquivos na união de linhas estão listados em Arquivos incluídos.

  3. Use as opções de pesquisa, arquivo e padrão correspondente para encontrar os arquivos que deseja unir.

  4. Clique em Aplicar para unir os arquivos.

Ao adicionar uma nova etapa ao fluxo, é possível ver todos os arquivos adicionados ao conjunto de dados no campo Caminhos do arquivo no painel Perfil. Esse campo é adicionado automaticamente.

União de tabelas de bancos de dados (versão 2018.3.1 e posterior)

  1. Clique no botão Adicionar conexão e em Conectar,conecte-se a um banco de dados que ofereça suporte à união curinga.

  2. Arraste uma tabela até o painel Fluxo.

  3. No painel Entrada, selecione a guia Várias tabelas e depois selecione União curinga.

  4. Use pesquisar, as opções Tabelas e Padrão correspondente para encontrar as tabelas das quais deseja unir as linhas.

    Apenas tabelas exibidas no painel Conexões na seção Tabelas podem ser incluídas na união de linhas. A pesquisa curinga não pesquisa em todos os esquemas nem em toda a conexão com o banco de dados para encontrar tabelas.

  5. Clique em Aplicar para unir as linhas de dados da tabela.

    Ao adicionar uma nova etapa ao fluxo, é possível ver todas as tabelas adicionadas ao conjunto de dados no campo Nomes de tabelas no painel Perfil. Esse campo é adicionado automaticamente.

Mesclar campos após uma união

Depois de criar uma união na etapa de entrada, você pode querer mesclar campos. É possível fazer isso em qualquer etapa subsequente, exceto nas etapas de entrada e de saída. Para obter mais informações, consulte Opções adicionais para mesclar campos.

Unir colunas de dados na etapa de entrada

No Tableau Prep Builder versão 2019.1.3 e posteriores, quando você se conecta a bancos de dados que incluem tabelas com dados de relacionamento, o Tableau Prep Builder detecta e mostra quais campos em uma tabela são identificados como identificador exclusivo e quais são identificados como campo relacionado, além de mostrar os nomes dos campos relacionados referentes a cada um.

Uma nova coluna chamada Chaves vinculadas é exibida no painel Entrada e mostra os seguintes relacionamentos, se existirem:

  • Identificador exclusivo. Este campo identifica exclusivamente cada linha na tabela. Pode haver vários identificadores exclusivos em uma tabela. Os valores nos campos devem ser únicos e não podem ser vazios ou nulos.

  • Campo relacionado. Este campo relaciona a tabela a outra tabela no banco de dados. Pode haver vários campos relacionados em uma tabela.

  • Identificador exclusivo e campo relacionado. O campo é um identificador exclusivo nesta tabela e também relaciona a tabela a outra tabela no banco de dados.

Você pode aproveitar essas relações para localizar e adicionar rapidamente as tabelas relacionadas ao fluxo ou criar uniões a partir da etapa de Entrada. Esse recurso está disponível para qualquer conector de banco de dados compatível que contenha relações de tabela definidas.

  1. Conecte-se a um banco de dados (como o Microsoft SQL Server) que contém dados de relacionamento para campos, como identificadores exclusivos ou campos relacionados (chave estrangeira).
  2. No painel Entrada, clique em um campo marcado como um campo relacionado ou como um identificador exclusivo e campo relacionado .

    Uma caixa de diálogo é aberta, exibindo uma lista de tabelas relacionadas.

  3. Focalize com o mouse sobre a tabela que deseja adicionar ou unir e clique no botão de símbolo de mais para adicionar a tabela ao fluxo, ou clique no botão de união para criar uma união com a tabela selecionada.

    Se você criar uma união, o Tableau Prep Builder usará a relação de campo definida para unir as tabelas e mostrará uma visualização das cláusulas de união que ele usará para criar a união.

  4. Como alternativa, pode-se unir tabelas relacionadas por meio do menu no painel Fluxo. Focalize com o mouse sobre uma etapa até que o ícone de mais seja exibido, em seguida selecione Adicionar união para ver uma lista de tabelas relacionadas. O Tableau Prep Builder cria a união com base nos campos que compõem a relação entre as duas tabelas.

    Observação: se a tabela não tiver relações de tabela definidas, essa opção não estará disponível.

Para obter mais informações sobre como trabalhar com uniões, consulte Unir colunas de dados.

Configurar seu conjunto de dados

Para determinar quanto de seu conjunto de dados incluir no fluxo, é possível configurá-lo. Ao se conectar aos seus dados ou arrastar tabelas para o painel Fluxo, uma etapa de entrada é adicionada automaticamente ao fluxo. Ela sempre será a primeira etapa no fluxo. É possível clicar com o botão direito do mouse na etapa de entrada para renomear ou removê-la. Se estiver conectado a um arquivo de texto do Excel, também é possível atualizar os dados da etapa de entrada.

Na etapa de entrada, é possível ver o perfil de metadados do conjunto de dados. Aqui você pode pesquisar por campos, ver valores de amostra e executar ações para reduzir o tamanho do conjunto dados, tais como selecionar os campos a serem incluídos, selecionar a amostra de dados com a qual trabalhar ou aplicar filtros a campos ou linhas selecionados.

Também é possível configurar as propriedades do campo ao alterar o tipo de dados ou o nome do campo dos campos. Para arquivos de texto, também é possível configurar as configurações do texto.

Observação: valores de campo que incluam colchetes serão convertidos automaticamente em parenteses.

Conectar a uma consulta SQL personalizada

Se seu banco de dados for compatível com o uso do SQL personalizado, você verá SQL personalizado exibido próximo à parte inferior do painel Conexões. Clique duas vezes em SQL personalizado para abrir a guia SQL personalizado, onde poderá inserir consultas para pré-selecionar dados e usar operações específicas da fonte. Depois que a consulta recuperar o conjunto de dados, é possível selecionar os campos a serem incluídos, aplicar filtros ou alterar o tipo de dados antes de adicionar os dados ao fluxo.

Para obter mais informações sobre o SQL personalizado, consulte Conectar a uma consulta de SQL personalizado na Ajuda de criação na Web e do Tableau Desktop.

Selecionar campos a serem incluídos no fluxo

O painel Entrada mostra uma lista de campos em seu conjunto de dados. É possível usar o campo Pesquisa para encontrar campos na lista e depois usar as caixas de seleção para selecionar os campos a serem incluídos ou excluídos. Para incluir ou excluir todos os campos do fluxo, alterne a caixa de seleção na parte superior da grade.

Configurar propriedades de campo

Ao trabalhar com arquivos de texto, você verá uma guia Configurações de texto onde é possível editar a conexão e configurar as propriedades de texto, como o separador de campo para arquivos de texto. Também é possível editar a conexão do arquivo no painel Conexões.

Ao trabalhar com arquivos de texto e Excel, é possível corrigir os tipos de dados que foram inferidos incorretamente antes mesmo de iniciar o fluxo. Os tipos de dados sempre poderão ser alterados nas etapas subsequentes do painel Perfil após iniciar o fluxo.

Configurar definições de texto em arquivos de texto

Para alterar as configurações usadas na analise de arquivos de texto, selecione das opções a seguir:

  • A primeira linha contém o cabeçalho (padrão): selecione esta opção para usar a primeira linha como os rótulos de campo.

  • Gerar nomes de campo automaticamente: selecione esta opção se desejar que o Tableau Prep Builder gere os cabeçalhos de campo automaticamente. A convenção de nomenclatura do campo segue o mesmo modelo do Tableau Desktop. Por exemplo F1, F2 e assim por diante.

  • Separador de campo: selecione um caractere da lista para usar na separação de colunas. Selecione Outro para inserir um caractere personalizado.

  • Qualificador de texto: selecione o caractere que contenha os valores no arquivo.

  • Conjunto de caracteres: selecione um conjunto de caracteres que descreva a codificação do arquivo de texto.

  • Localidade: selecione a localidade a ser usada para pesquisar por arquivos. Essa configuração indica qual separador de decimal e milhar usar.

Alterar tipos de dados

Para alterar o tipo de dados de um campo, realize as ações a seguir:

  1. Clique no tipo de dados do campo.

  2. Selecione o novo tipo de dados no menu.

Alterar nomes de campo

Para alterar o nome de um campo, na coluna Nome de campo, selecione o nome, em seguida digite o novo nome no campo. Uma anotação é adicionada na grade do campo e no painel Fluxo à esquerda da etapa de entrada. As alterações também serão rastreadas no painel Alterações.

Definir o tamanho da amostra de dados

Por padrão, o Tableau Prep Builder limita os dados incluídos no fluxo a uma amostra representativa de seu conjunto de dados para manter um alto desempenho. A amostra de dados é determinada pelo cálculo do número ideal de linhas baseado no número total de campos no conjunto de dados e os tipos de dados desses campos. Em seguida, o Tableau Prep Builder recupera o número principal de linhas da quantidade calculada da forma mais rápida possível.

A amostra de dados resultante pode incluir ou não todas as linhas necessárias, dependendo de como ela foi calculada e retornada. Caso não veja os dados esperados, é possível alterar as configurações da amostra de dados para executar a consulta novamente.

Observação: se seus dados forem de amostra, um indicador Amostra será exibido no painel Perfil e persistirá em cada etapa adicionada. Qualquer alteração feita será aplicada à amostra com a qual estiver trabalhando no fluxo. Todas as alterações se aplicarão a todo o conjunto de dados ao executar o fluxo.

Para alterar as configurações da amostra de dados, selecione uma etapa de entrada, em seguida, na guia Amostra de dados, selecione uma das opções a seguir:

  • Quantidade de amostra padrão (padrão): o Tableau Prep Builder calcula o número total de linhas a serem retornadas.

  • Usar todos os dados: recupere todas as linhas em seus dados independente do tamanho. Isso poderá afetar o desempenho ou fará com que o Tableau Prep Builder atinja o tempo limite.

    Observação: para manter o desempenho, um limite de amostra de dados de 1 milhão de linhas sempre será aplicado aos tipos de etapa Agregar, Unir colunas, Unir linhas e Dinamizar, independente da configuração.

  • Número corrigido de linhas: selecione o número de linhas a serem retornados do conjunto de dados. O número recomendado de linhas é de até 1 milhão. Definir o número de linhas para mais de 1 milhão pode afetar o desempenho.

  • Seleção rápida (padrão): o banco de dados retorna o número de linhas solicitado da forma mais rápida possível. Esse pode ser o primeiro número N de linhas ou as linhas que o banco de dados armazenou em cache na memória de uma consulta anterior.

  • Amostra aleatória: o banco de dados retorna o número de linhas solicitado mas olha cada linha no conjunto de dados e retorna uma amostra representativa de todas elas. Essa opção pode afetar o desempenho quando os dados são recuperados em um primeiro momento.

Aplicar filtros a campos na etapa de entrada

Para filtrar um campo, faça o seguinte:

  1. Na barra de ferramentas, clique em Filtrar valores.

  2. Insira o critério de filtragem no editor de cálculo.

Capacidades adicionais de filtragem estão disponíveis em outras etapas do fluxo. Para obter mais informações, consulte Filtrar valores.

Obrigado pelo feedback! Ocorreu um erro ao enviar seu feedback. Tente novamente ou envie-nos uma mensagem..